FAVORITAR
FecharPlease login

Placas de circuito impresso recicláveis – uma novidade interessante

Pesquisadores da Universidade de Washington afirmam ter desenvolvido uma placa de circuito impresso (printed circuit board – PCB) que pode ser reutilizada. 

Segundo o professor Vikram Iyer, um dos envolvidos no desenvolvimento da nova placa, a possibilidade de reciclagem torna as novas PCBs melhores as atuais, que são construídas para suportarem altíssimas temperaturas e resistirem aos produtos químicos utilizados para fixação dos componentes eletrônicos à placa, o que as tornam muito robustas, porém praticamente impossíveis de reciclar.

As novas placas são especialmente bem-vindas em um mundo onde as cadeias de suprimentos estão sob pressão e o descarte de PCBs gera imensa quantidade de lixo eletrônico, que contribui para a   degradação do meio ambiente.

A reutilização das novas PCBs é possível, pois elas são construídas com o uso de vitrímeros, materiais plásticos já utilizados na área da saúde, para, entre outras coisas, acelerar processos de cicatrização – em função do uso de vitrímeros, as novas placas vêm sendo chamadas vPCBs. 

No final de sua vida útil, uma vPCB pode ser tratada com alguns materiais que a fazem transformar-se em uma substância gelatinosa que pode ser utilizada na fabricação de novas placas, permitindo também a retirada dos dispositivos que a compõem, para reuso ou reciclagem.

No dia 25 de Junho de 2024, ocorrerá o “Seminário de Sistemas Embarcados e IoT 2024“, no Holiday Inn Anhembi — Parque Anhembi, São Paulo–SP.

Garanta seu ingresso

Além disso, o processo de fabricação das vPCBs é   muito semelhante ao das PCBs convencionais – isso significa que não serão necessárias muitas mudanças nas linhas de fabricação para produzir as novas placas. Isso é importante porque, se o processo fosse radicalmente diferente, os fabricantes poderiam não se interessar em fabricar o novo produto devido aos custos associados a grandes mudanças.

Os pesquisadores acreditam que o uso das vPCBs pode significar reduções de 48% no potencial de aquecimento global e 81% no uso de produtos cancerígenos quando comparadas às placas convencionais.

Esperemos que esses números se confirmem e que essa nova geração de placas se consolide.

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Comentários:
Notificações
Notificar
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Home » Notícias » Placas de circuito impresso recicláveis – uma novidade interessante

EM DESTAQUE

WEBINARS

LEIA TAMBÉM

JUNTE-SE HOJE À COMUNIDADE EMBARCADOS

Talvez você goste:
Nenhum resultado encontrado.